Arquivo do Autor: Carla Bawdwin

Tipos de calcinha para cada corpo: descubra qual combina mais com você

Escolher o tipo de calcinha para cada corpo não é somente uma questão estética, mas também de conforto. E hoje vou ajudar você a encontrar as formas ideais para garantir bem-estar e beleza na medida exata.

Além disso, elas precisam estar adequadas à roupa que usamos, para não deixar qualquer sinal de deselegância, certo? Então, dá uma olhada nas dicas:

Boneca

Calcinha boneca

É o tipo de calcinha com laterais e parte traseira mais cobertas. Quem tem quadril sequinho e quer disfarçar uma barriguinha saliente pode apostar no modelo.

Mas nada de roupa muito justa ou transparente, pois a calcinha ficará em evidência.

Caleçon

Calcinha coleçon

Também tem laterais largas, sendo que sua parte de trás cobre o bumbum quase todo, valorizando-o. É perfeita para glúteos e quadris pequenos, uma vez que conta com tecido extra na lateral.

Por falar nisso, fique de olho nas roupas que deixam o pano embolar. Nada muito apertado, ok?

Clássica

Calcinha clássica

É confortável e muito popular entre as mulheres. Sua cintura é levemente baixa, enquanto a parte traseira é comportada e a lateral média.

A clássica veste bem e é indicada especialmente para quem tem bumbum maior e culote, pois permite mais liberdade nos movimentos. Serve para usar com roupas mais justas ou transparentes, de preferência quando a cor é neutra e a calcinha não tem costura nem detalhes.

Fio-dental

Calcinha fio dental

Conta apenas com uma tirinha atrás. Extremamente sexy e democrático, o modelo é recomendado especialmente para aquelas com menos quadril, que passa a ser valorizado com ajuda dele.

Também é a dica para usar por baixo de saias justas, vestidos colados ao corpo e leggings.

Shortinho

Calcinha shortinho

O nome já diz tudo! Este tipo de calcinha que lembra um short tem cintura e laterais altas. É indicado para corpo no formato pera, com bumbum maior. Fica bom também nas que possuem a mesma proporção no volume do bumbum e da cintura.

Atenção, baixinhas, este modelo tende a criar uma impressão de silhueta achatada. Evite-o! Fora isso, ele é excelente sob roupas soltinhas e fluidas. Não marca nada e ainda impede constrangimentos em caso de vento forte…

String

Calcinha string

É o estilo que cai muito bem em shapes no formato triângulo invertido com pouco bumbum, pois dispõe de lateral bem fina, normalmente regulável, além de parte de trás estilo tanga ou fio-dental.

Garotas com quadril mais larguinho devem evitá-lo, porque ele é capaz de acentuar e até “criar” gordurinhas na região. A calcinha string é aliada debaixo de roupas apertadas, uma vez que não marca.

Tanga

Calcinha tanga

Está entre os tipos de calcinhas sugeridos para corpo triângulo invertido com glúteos pequenos e quadris estreitos porque tem lateral um pouco mais fina e é menor na parte de trás. Ela ajuda a dar uma impressão de bumbum maior!

Mulheres com formato de corpo ampulheta podem usar sem medo também… Quanto às roupas, a tanga combina com qualquer estilo. Porém, opte por calcinha em cor neutra e sem detalhes, para não chamar atenção pelo motivo errado ao vestir peças justas ou transparentes.

É claro que as dicas acima são referências para proporcionar mais conforto e ficar em sintonia com os demais elementos do vestuário, sempre com elegância. O importante mesmo é a sensação de estar bonita e adequada ao vestir uma lingerie.

Passamos horas e mais horas com ela. Nada melhor do que unir o útil, a valorização das nossas curvas, ao agradável, a peça que melhor se adapte às nossas necessidades e estilo.

No trabalho ou na balada, o tipo de calcinha para cada corpo pode fazer toda a diferença, demonstrando todo o nosso poder de sedução ou, simplesmente, proporcionando o ajuste que precisamos para atuar com confiança e tranquilidade.

Modelo de calcinha perfeito não existe. E cada uma de nós sabe o que é melhor para si. Com as dicas de hoje, espero que você chegue rapidinho ao formato que procura.

Biquínis para cada tipo de corpo: encontre aqui o seu!

Gostar de quem somos e da forma que temos é uma atitude bacana. Mas sempre dá para melhorar algo, valorizar pontos positivos ou tirar o foco daquelas partes menos atraentes. Pensando assim, hoje eu trago dicas de biquínis para cada tipo de corpo.

Existem basicamente cinco grupos que definem os corpos femininos: triangular ou pera, ampulheta, retangular, triangular invertido e oval.

No primeiro caso, os quadris são mais largos; no segundo, há mais equilíbrio de proporções. Por isso, este é usado como referencial para técnicas e truques que aproximam os demais formatos dele.

Já o triângulo invertido é o oposto do corpo pera ou triangular, ou seja, os ombros são mais largos que os quadris.

O corpo retangular é aquele em que não há cintura marcada ou curvas. Muitas modelos são assim…
No formato oval, a área do abdômen é mais cheia.

É considerando cada característica que podemos definir melhor qual roupa ou, no caso, biquíni fica melhor. Confira dicas para fazer bonito nos trajes de banho:

Ampulheta – o formato “violão” é para muitas a perfeição. Até rimou…rsrsrsrs

Mas a verdade é que todos os modelos de biquínis servem em quem tem ombros e quadris equilibrados, além de cinturinha marcada. O único cuidado é com os extremos, isto é, evite calcinhas largas demais ou fio dental.

Triangular (pera) – para disfarçar a largura e balancear a silhueta, aposte em calcinhas neutras, discretas, escuras e com laterais largas. Biquínis com a parte de cima estampada ou com textura ajudam a criar a impressão de mais busto.

Modelo tomara que caia ou drapeado também serve para criar volume. A ideia é atrair o olhar para a parte superior do corpo e não para o quadril.

Quando os seios são pequenos, aposte em sutiãs com bojo e amarração ou fecho frontal, de efeito push-up. E ainda: babados, aplicações, estampas grandes (geométricas e florais); cortininha tradicional, tomara-que-caia estruturado, torcido ou franzido no meio.

Fuja de sutiã de um ombro se você tem pouquíssimo seio, pois ele “chapa” a área e dá uma impressão de que está desenhado na pele. O tomara que caia estilo faixa reta causa o mesmo efeito. Evite ainda sutiã escuro com calcinha clara – prefira o contrário.

Oval – entre os biquínis para cada tipo de corpo, estão aqueles com calcinhas de cintura alta e sutiãs com laterais e alças mais larguinhas. São perfeitos para quem tem formas ovais – e geralmente está com uma barriga saliente ou uns quilinhos a mais.

Para muitos consultores de imagem, no entanto, as cheinhas devem usar maiô na maioria das vezes. Se você tem corpo formato oval, cuidado com estampas chamativas. Na dúvida, vá de cores neutras, escuras e lisas.

Retângulo – apesar da pouca cintura, as formas são equilibradas. O indicado aqui é criar uma ilusão de cintura mais fina por meio de babados, franjas, estampas e lacinhos.

Padronagens chamativas, cores vibrantes e volume na calcinha e sutiã também são boas opções para obter o efeito. Invista ainda na modelagem cortininha, tomara que caia ou maiô recortado.

A proposta é ter bastante informação tanto em cima quanto em baixo. E como geralmente o bumbum da mulher com corpo ampulheta é pequeno, a dica para valorizar a região é usar com detalhes. Abuse de bordados, zíperes, laços, estampas grandes e listras horizontais.

Triângulo invertido – quando os ombros são mais largos em relação aos quadris, é fundamental investir em peças sem alças e tomara que caia.

Sutiã liso, em cores neutras combinado com calcinha em cor vibrante ou estampada ajuda muito também. O objetivo é valorizar a parte inferior do corpo e disfarçar a área superior.

Sabendo quais são os biquínis para cada tipo de corpo, é mais fácil continuar linda na praia ou piscina sem perder a elegância e a sensualidade. Afinal, ficar desconfortável usando a peça errada não é nada atraente, concorda?

Confira dicas de looks para várias ocasiões

Do vestido ao short, botinhas caem bem em tantas produções que é praticamente impossível errar. Mas a altura do cano faz diferença no resultado final. Veja agora como usar botas de cano curto!

As boots proporcionam um efeito moderno e sempre voltam com força total quando as temperaturas começam a cair. As famosas botas de cano curto são tendências charmosas para mulheres de todas as idades.

A variedade de cores e modelos é grande. E se você tem dúvida sobre como combinar sua botinha cano curto, dá uma olhada das sugestões abaixo:

Calça

Botas de cano curto como usar

Bota de cano curto com calça é um clássico do gênero. Vale combinar o calçado com leggings, jeans destroyed (trend total!) e calça de couro justa.

Cor preta

Bota preta de cano curto é coringa. Mas cores escuras tendem a encurtar as pernocas. Por isso, dê preferência aos modelos com salto.

Saias

Botas de cano curto looks

Curtas ou longas, ficam uma graça com as botinhas. Dependendo da ocasião, basta mudar a cor e o estilo das peças. Quem tem pernas mais grossinhas e baixa estatura precisa ficar atenta às proporções e cores para não cortar a silhueta.

O ideal usar botas no mesmo tom da parte inferior do look. Para as baixinhas, bota, calça e blusa na mesma cor causam impressão de corpo mais alongado.

Vestido

Botas de cano curto com vestido

Com um vestidinho, as botas de cano curto servem tanto para a meia-estação quanto para o inverno. É só mudar os complementos.

Por exemplo: meia-calça grossa para compor o look com vestido floral e botinhas nos dias frios. Nos dias fresquinhos, basta tirar a meia.

Uma bota estilo coturno fica incrível com um vestido curtinho, deixando o visual charmoso e com uma pitada de sensualidade.

Shorts

Esta não poderia faltar entre as dicas de como usar botas de cano curto. Shortinhos e boots combinam super! Uma dupla que deixa qualquer figurino lindo e estiloso, dando um up no casual.

Use sua criatividade para acrescentar as botinhas aos shorts jeans leves ou detonados, coloridos com estampas irreverentes e muitas outras opções. Com a meia-calça por baixo dos shorts, eles ficam ainda mais modernos.

Esporte fino

Sim, as botas de cano curto também podem ser usadas com shorts com pegada esporte fino. Para evitar carregar demais a produção, tente não pesar nas texturas.

Basicamente, os modelos de botas de cano curto seguem os estilos: rocker, boho e country.

O boho tem como ponto forte as franjas. A tendência está em alta há um certo tempo, fazendo uma releitura do hippie dos anos 60/70 com elementos atuais. Também é uma boa pedida de look para shows e festivais.

As botas de cano curto country têm nas fivelas sua principal característica. Para quem curte um jeitão sertanejo, na verdade, elas nunca saem de moda. Mas qualquer pessoa pode aproveitar o estilo para compor produções mais rústicas, digamos assim…

Tachas e spikes são típicos das botas de cano curto que remetem ao estilo rocker. E não precisa ser fã de rock para sair por aí desfilando atitude. A trend é universal! Cá entre nós, moda é global, não importa o lugar em que moramos ou som que ouvimos.

Lembre-se que botas, de cano curto ou não, com ou sem salto, não são as melhores escolhas para looks formais, eventos como recepções, cerimônias ou casamentos.

É importante destacar ainda que o artigo de hoje fala sobre como usar botas de cano curto, porém, mudas dicas aqui podem ser aproveitadas para outros comprimentos de botas, ok?

Além disso, para escolher a que melhor combina com a roupa que você quer vestir, é bom perguntar a si própria o que você pretende: conforto ou sensualidade? Descontração ou chamar atenção? Dançar e ficar muito tempo em pé ou passar um bom tempo sentada?

Decoração com papel crepom: dicas para alegrar sua festa

Festa tem tudo a ver com papel. E o crepom é uma opção fácil e rápida para mudar a cara do ambiente sem gastar muito. Sabe aquela parede meio sem graça ou na cor que não combina com o seu tema? Ela pode mudar em um passe de mágica!

Um jeito encantador de decoração com papel crepom para chá de bebê, aniversários, chá de panela e até casamentos é o painel.

Painel de papel crepom

Existem várias maneiras de criar um enfeite assim. Uma delas é usando fita, aquela do tipo ‘forte’, de marcas como a 3M, por exemplo, que é mais resistente.

Na parte superior do painel, basta passar a fita mais forte horizontalmente, de acordo com a largura/tamanho da peça. Em seguida, você vai colando as tiras de papel crepom na fita, uma a uma.

Detalhe: se quiser fitas esticadas, lembre-se de passar uma tira de fita dupla face na largura do painel. Agora, se você quiser as tirinhas soltas mesmo, é simples: não cole nada na parte inferior do seu painel decorativo.

Anote aí o material todo e as instruções para fazer esta decoração com papel crepom…

Você vai precisar de:

  • Papel crepom de várias cores
  • Fita adesiva de boa qualidade (para evitar que o painel despenque na hora da festa)
  • Tesoura

Passo a passo

  • Meça o tamanho desejado para o seu painel (altura e largura)
  • Marque a área colando a fita dupla face na parede
  • Cole tira por tira de papel crepom, bem perto uma da outra para evitar que partes da parede apareçam
  • Se quiser deixar as fitas soltas, seu projetinho termina aqui. Mas se optar por tiras esticadas, basta criar o acabamento inferior com outro pedaço de fita na medida escolhida.

Além de democrático e versátil, o papel crepom permite fazer lindos trabalhos manuais e até decoração completa para festas infantis. A facilidade de modelar objetos com ele é impressionante. O resultado depende só da sua criatividade!

Papel crepom laços

O efeito pode ficar incrível de uma forma que muita gente até duvida que certos elementos de decoração sejam realmente feitos de papel. Com certeza, uma decoração assim surpreende a todos, ajudando a deixar seu evento memorável.

Quem disse é preciso gastar rios de dinheiro para desenvolver uma decoração interessante para aniversários e outras comemorações?

Mais dicas para enfeitar ambientes com papel crepom

O papel crepom pode ser a grande estrela da decoração da festinha do seu filho, sem qualquer problema. Você pode aproveitar o material em vários momentos, do painel apresentado anteriormente aos pequenos detalhes, como a borda de um chapéu de palhaço ou fita do vestido da bonequinha.

No teto ou nas paredes o papel crepom também fica ótimo. Ainda mais se for em um cantinho vazio do salão de festas que precisa receber um toque especial e ganhar vida. Nada que tiras bem coloridas e fita adesiva transparente não resolva!

Papel crepom

Outra dica divertida é cortar tiras a partir do papel crepom enrolado em forma circular. Prenda um círculo ao outro com auxílio da fita e pronto!

Fitas mais largas de papel crepom são perfeitas para cobrir grandes extensões, como o teto ou painel atrás da mesa principal de doces. Para isso, basta usar tiras com a largura total do rolo, sem cortá-lo em tiras menores.

Um truque infalível para deixar a decoração com papel crepom mais interessante é investir em detalhes como flores sofisticadas, enfeites de mesa, bandeirinhas e as letras do nome do aniversariante.

Partiu colocar as ideias em prática! Não deixe grandes momentos passarem em branco. Aposte nas cores e no papel crepom para tornar sua vida e a dos seus convidados mais vibrante e animada. As ideias de decoração com papel crepom são fáceis e acessíveis a todos os gostos – e bolsos. Sucesso!

Looks com vestido guipir para você inovar no visual

A paixão pela renda não é de hoje. Achados arqueológicos revelaram que a renda faz a cabeça de homens e mulheres desde os tempos dos faraós egípcios. Dissemos homens? Sim. A renda já apareceu em vestes masculinas francesas, em especial da realeza e do clero. Foi no reinado de Catarina de Médici que a renda foi introduzida oficialmente na corte francesa.

No Brasil, a renda de bilro foi trazida pela família real portuguesa. Algumas regiões mantém até hoje a tradição do uso desse tear. Mas isso tudo é história.

Com o passar dos tempos, a renda foi sendo mais e mais incorporada ao vestuário feminino, destacando a sensualidade e a delicadeza.

Hoje, essa velha conhecida é uma tendência. O vestido guipir é feito do mais nobre tipo de renda, confeccionado com linho ou seda, cujos desenhos se apresentam em relevo e geralmente formam arabescos e outros adornos encantadores. Looks com vestido guipir chamam mais a atenção dos que os outros vestidos elaborados em renda e são o objeto de desejo da próxima estação.

O vestido guipir veio pra provar que “render-se à renda” é uma forma de empoderamento. É preciso ser muito poderosa e ter personalidade para vestir uma roupa que provoca e emana delicadeza ao mesmo tempo.

Apresentamos a você dez incríveis looks com vestido guipir. It’s Girl Power, baby!

Looks com vestidos guipir para casamentos

Se você vai a um casamento, cuidado com a cor do seu vestido. Lembre-se que o branco é a cor da noiva, a estrela da festa. É deselegante vestir branco em um casamento, ainda mais se o vestido estiver coberto de renda! Escolha outras cores e atente-se ao comprimento da saia: midi até longo são elegantes e sensuais. Aposta certa!

Melhores horários para usar looks com vestido guipir

Se o seu compromisso ocorrerá de dia, use looks com vestido guipir à vontade. A renda cai muito bem inclusive em compromissos profissionais, desde que não se abuse de transparências. Quanto ao brilho, deixe para a noite.

Que colares vão bem em looks com vestido guipir?

Bem, aqui a dica é observar o quão seu vestido é chamativo. Se ele for colorido, vale usar colares mais fininhos e delicados, de preferência pretos ou correntes. Se o vestido for branco ou preto, os colares mais coloridos caem muito bem como um detalhe extra, aquele toque que dá personalidade na cor neutra do vestido.

Pérolas deixam o look mais romântico e correntes podem dar um toque rock and roll ao seu look com vestido guipir.

Importante: usando looks com vestido guipir, deixe seus maxi colares na gaveta. Como o vestido já chama a atenção por si, um colar muito grande ficaria over.

Os chapéus nos looks com vestido guipir

Alguns tipos de chapéu compõem looks de muito glamour com o vestido guipir.

Os chapéus Fedora caem bem em looks com vestido guipir de modelos mais campestres, assim como os chapéus Floppy. Ambos funcionam de maneira muito elegante em festas de casamento realizadas de dia.

Já os chapéus estilo Panamá podem compor excelentes looks de praia.

Os chapéus Cloché são a escolha certa para mulheres que curtem brincar com estilo vintage, assim como as boinas.

Quanto às cores, nada de exageros. Lembre-se que o vestido é a peça central do seu look. Chapéus em tons mais neutros como preto, cinza, branco e palha compõem o look sem exageros e reafirmam a personalidade de quem usa.

Brincos e pulseiras

Separamos esses dois itens dos colares por um motivo muito simples: é preciso muito cuidado para não cair no exagero quando se pensa em looks com vestido guipir.

Dependendo do colar que você estiver usando, escolha brincos pequenos, discretos.

Quanto às pulseiras, caso seu vestido não tenha mangas compridas, você pode escolher os modelos maxi. Só tome o devido cuidado com as cores: a estrela do look é o vestido, tenha isso sempre em mente.

Cintos

Para vestidos mais soltinhos, o uso de cintos fininhos para marcar a cintura dão um toque muito feminino ao look.

Que calçado escolher para compor looks com vestido guipir?

Há uma grande variedade de opções de calçados quando pensamos em composição de looks com vestido guipir. Quer ver só?

As botas de cano curto vão muito bem em looks despojados, tanto com vestidos curtos como midi e longos. Botas com detalhes de metais compõem um look mais rock com vestidos guipir, e vão muito bem com outros acessórios do tema como colares e brincos de caveiras, em contraste com a delicadeza de um vestido branco, por exemplo.

Cuidado apenas com o modelo do vestido: se ele for chique demais, o ideal é escolher sapatos de salto do tipo peep toe ou sandálias.

Usando seu vestido guipir na praia ou em compromissos mais informais, escolha sandálias rasteirinhas ou sapatilhas. É um look confortável, sem perder a elegância.

Materiais rústicos combinam muito com a delicadeza da renda. O couro cru também é uma opção interessante em looks mais despojados e joviais.

Bolsas

Dizem que menos é mais, mas quando falamos de bolsas perto de alguma mulher, mais é mais! No caso dos looks com vestido guipir, nossa dica tem mais a ver com o tipo de compromisso do que com o vestido em si.

Os vestidos guipir podem ser combinados com bolsas grandes, desde que a cor da bolsa não entre em conflito com a estampa do vestido. O vestido é a estrela, então, não permita que a bolsa roube a cena.

Carteiras e bolsas pequenas são a escolha certa para casamentos e compromissos mais formais. Sendo uma peça pequena, esse acessório pode até ser colorido: isso confere um toque interessante ao seu look, sem interferir no protagonismo do seu vestido.

Mochilas estilosas podem ser o toque que faltava para seu look despojado, mesmo que sejam estampadas. A ousadia de misturar estampas garantem jovialidade e modernidade ao seu look com vestido guipir. Observe as cores e formas do seu vestido e escolha uma mochila com cores e estampas que complementem visualmente o seu look.

Feminino, ousado, sexy, estiloso, moderno, clássico, despojado. Seja qual for o seu estilo, você pode encontrar o vestido de renda guipir perfeito, desde que saiba combiná-lo com os acessórios certos, na ocasião mais perfeita dentro da sua rotina. Não faltam opções e o uso da criatividade está liberado.

Você viu quantas opções de looks com vestido guipir apresentamos aqui? Não tenha medo de ousar. Renda-se ao vestido guipir e confira mais algumas fotos incríveis abaixo!

Personal Stylist: entenda o que faz o profissional da moda

 

Quem é que não fica naquela dúvida cruel do que vestir toda vez que tem alguma ocasião especial ou até para ir na balada com as amigas? São tantas opções que fica difícil escolher o modelito. É para acabar com essas dúvidas cruéis que o personal stylist entrou em ação.

 

personal stylist pode ser considerado o novo super-herói ou super-heroína do século XXI, principalmente dos famosos que precisam estar em várias festas e muitas vezes não querem repetir o look ou não sabem como escolher a combinação perfeita para cada ocasião.

personal stylist vai saber te dar as dicas perfeitas sobre o que usar nas festas, num happy hour, na balada e até em ocasiões mais formais. Mas, se ao invés de contratar um personal stylist você quiser estar do outro lado, vamos contar um pouco mais sobre essa profissão que vem ganhando grandes adeptos nos últimos anos.

Personal stylist: veja o que faz o profissional

personal stylist é o profissional que atua prestando consultoria sobre imagem e moda aos seus clientes. Mas o personal pode ir muito além disso. Além de dar dicas preciosas sobre o que vestir, esse profissional também pode te ajudar nos quesitos maquiagem e cabelo, dois pontos importantes que complementam o look.

 

Afinal de contas, uma boa maquiagem faz total diferença no look, assim como o cabelo. O trabalho do personal stylist é te ajudar em tudo que for relacionado a imagem pessoal.

Como o personal stylist monta o look de seus clientes?

Por meio de muita conversa, é daí que ele vai tirar informações importantes para montar o look. Por exemplo, que informação o cliente deseja passar através daquele visual.

 

Assim, o personal stylist conhece mais seu cliente, como é o estilo de vida que ele leva, o tipo físico e a profissão.

Além do bate-papo, o personal stylist também precisa conhecer o guarda-roupa do cliente, analisar as peças já existentes ali e ver se consegue montar looks para os momentos especiais, como as festas de gala, casamentos, premiações e até as entrevistas de emprego.

Mas, para algumas pessoas, o personal stylist é mais do que um consultor de moda. Com a ajuda desse profissional, é possível se sentir mais seguro e confiante com aquilo que está vestindo e, consequentemente, atrair mais atenção positiva.

Áreas de atuação do personal stylist

Os profissionais que atuam como personal stylist tem a liberdade de prestar consultoria de moda de diversas maneiras, mas, as mais comuns são:

  • Em lojas de roupas
  • Em empresas de vestuário
  • Em salões de estética e beleza
  • Como autônomo – você pode abrir a própria empresa de consultoria de moda, por exemplo

O legal é que, como a procura por esse profissional cresceu nos últimos anos, já é bem comum você ver o personal stylist nas lojas prestando consultoria no momento da compra. Muitas marcas também estão investindo nesses profissionais.

 

O bom é que o cliente já sai da loja com os looks montados para cada ocasião, inclusive looks para o dia a dia.

Como ser um personal stylist

Para quem se interessou e quer atuar na área – ou já tem um pézinho no mundo da moda –, o profissional stylist não tem formação acadêmica específica, mas se você já atua na área ou é formado em moda, você pode participar dos cursos específicos na área de personal stylist.

Nesses cursos, você vai aprender a absorver a identidade visual da clientela, planejar compras, entender as formas e as cores dos tecidos e como combiná-los, analisar tipo físico, entre outros detalhes. Ou seja, você aprende a decifrar o estilo de cada um dos seus clientes e vesti-los da melhor maneira.

 

Mas não é só sobre moda que o personal stylist tem que estar por dentro. Para se tornar um ótimo profissional, é preciso ter noções de outras áreas como fotografia, maquiagem, corte e costura. Dessa forma, você consegue prestar um atendimento mais completo aos seus clientes.

E, claro, além de ter esse conhecimento que vai além do mundo da moda, é preciso estar sempre ligado nas novas tendências, afinal de contas, a moda está sempre em constante mudança. Coisas novas surgindo a todo momento, o que era moda ontem já não é mais, coisas do passando voltando às passarelas.

Enfim, é muita coisa para assimilar, mas é necessário se você quiser prestar um bom atendimento a suas clientes.

Um profissional ultrapassado é um péssimo profissional. E ele não deve se preocupar somente com as tendências da passarela, mas também das ruas. Sabemos que a rua também é um grande catálogo ambulante de novas tendências.

 

Inspirações

Se estiver começando agora na área, seria legal seguir nas redes sociais alguns dos grandes nomes na área de personal stylist, de brasileiros a profissionais internacionais, para ter noção do que faz o profissional e para seguir como forma de inspiração para você.

Yan Acioli

Quer inspiração? Yan Acioli pode ser a sua primeira opção. Yan é um dos personal stylists de maior fama e influência em terras brasileiras.

personal stylist já cuidou dos visuais das cantoras Ivete Sangalo e Claudia Leitte. Hoje ele auxilia as atrizes Juliana Paes, Carolina Ferraz e Carolina Dieckmann, a apresentadora Sabrina Sato – aliás, ele foi responsável pela revolucionária mudança no visual da ex-BBB – e a cantora Anitta.

Rodrigo Grünfeld

Rodrigo Grünfeld também pode ser uma boa fonte de inspiração. Além de ter clientes como Giovanna Antonelli e Fernanda Lima, o personal stylist cuida do figurino dos programas Superstar e Amor & Sexo, da rede Globo.

Leslie Fremar

Já dos nomes internacionais, Leslie Fremar é uma boa fonte de inspiração. Leslie cuida do visual das atrizes Charlize Theron, Reese Witherspoon e Julianne Moore.

Além disso, Leslie também já trabalhou em uma das maiores e mais importantes revistas de moda do mundo: Vogue.

Elizabeth Stewart

A nossa última dica de profissionais fontes de inspiração é a personal stylist Elizabeth Stewart. Elizabeth cuida dos visuais de Cate Blanchett – que sempre arrasa no look nas premiações –, Jessica Chestain e da poderosa Julia Roberts.